Autor: Rafael Repiso | enero 30 2022 / Tradução: Vanessa Matos https://doi.org/10.3916/escuela-de-autores-172 Não é por acaso que este post continua aquele sobre SEO na Ciência. Um resumo é um texto breve e compreensível acerca do conteúdo da obra, que permite aos possíveis leitores abordá-la de forma fácil, com maior profundidade do que com o título e é, […]

Autor: Rafael Repiso | enero 30 2022 / Tradução: Vanessa Matos

https://doi.org/10.3916/escuela-de-autores-172

Não é por acaso que este post continua aquele sobre SEO na Ciência. Um resumo é um texto breve e compreensível acerca do conteúdo da obra, que permite aos possíveis leitores abordá-la de forma fácil, com maior profundidade do que com o título e é, também, juntamente com o título e as palavras-chave, um dos campos principais que são indexados para posterior recuperação em bancos de dados. Seu tamanho costuma variar entre 100-250 palavras e está especificado nas normas da revista. Em outras palavras, tanto a extensão quanto a estrutura de um resumo são definidos pelos periódicos.

Um bom resumo deve:

Descrever o problema de pesquisa de forma concisa.

Anunciar o quadro teórico em que se inscreve o problema.

Especificar as características da amostra.

Revisar o método de estudo utilizado.

Listar os itens analisados.

Indicar os principais resultados e conclusões.

Uma forma de obter um resumo representativo é estruturá-lo de acordo com o próprio artigo (estrutura IMRYC). Por exemplo, incluindo uma ou duas frases que representam cada uma das seções do trabalho.

Assim como o título, o resumo deve ser atraente para o leitor. Por se tratar de um campo indexado nas bases de dados, recomenda-se que nele seja incluída toda a terminologia relacionada ao trabalho, para que tenha maior chance de ser recuperado em buscas posteriores, tentando ainda evitar a repetição de termos.

Entradas recientes